16 de junho de 2021

Ex-aluna é aprovada em uma das melhores universidades de Engenharia dos EUA

Lisciele foi aprovada em 14 universidade no Brasil, Canadá e Estados Unidos. (Foto/ arte: Colégio Jean Piaget)
Categorias
Tags
10kmtribunafm 2º semestre adventskalender Apresentação de Projetos apresentacoes aprofundamento Aprofundamentos arte marcial arte rupestre As cores dos pássaros” assembleia Atualidades em Debate Auto de Natal autoretrato bactérias Banco óptico Biblioteca brigada de incêndio brincar Caça Talentos califórnia caminhada Campanha de vacinação canaldesantos canguru de matemática Centro Histórico de Santos certificados César Obeid Chá com as Avós cienciashumanas clubedovoluntariado CNV Colaboração colégio jean piaget colegiojeanpiaget Competência para a vida Competências para Vida Comunicação não violenta Consumo consciente Contação de histórias contosmaravilhosos cookies copawinner CPV criatividade cubo mágico Culinária cultura espanhola cupcakes Curso Bilíngue Curso de Aprofundamento curso de férias cursos extracurriculares Dança das Cadeiras desenho design thinking Dia da Batalha de Puebla Dia das Famílias Dia das Mães Dia do Coração dia dos pais dia dos pais e da família Dia dos Pais e Família dialogo doacoes Educação ambiental Educação financeira Educação Infantil Efeito estufa Empreendedorismo Encontro virtual ENEM Ensino Fundamental Ensino Fundamental I Ensino Fundamental II Ensino Médio ensinofundamental ensinomedio escalacuisenaire escrita Espaço Verde esporte esportes estudar fora Estudo do Meio estudodomeio ex-alunos Exposição Férias na Antártica FESCETE festivaldeteatro fotografia Futmesa futsal geografia germinação Gramática Handebol Healing Trees High School ideias idiomas imigração Indicação literária iniciação científica intercâmbio interclasses Jean Piaget Internacional jeanpiaget Jogo dos palitos Jogos Harry Potter Jonas Ribeiro jonasribeiro Jornal JOCA jornalismo José Roberto Torero jovens leitores JP Comunica jp explorer bus JP Imagens JP Internacional JPI jubileudeplatina judô laboratório de ciências Laboratório de informática Lagoa da Saudade Laurete Godoy Lei Lucas Leitura Língua Inglesa Linguagens literatura Lúcia Hatsuka Lúcia Hiratsuka Maker Maré da Ciência Marina Klink [ Marketing mascote Mata Atlântica Matemática Matemática sem Fronteiras Meio Ambiente meioambiente Metaverso metodologia ativa Middle School Mostra Cultural Música Objetivos de Desenvolvimento Sustentável observacao oceanos ODS Oficina de matemática Oficina de pintura oficinadematematica olimpíada de matemática olimpíadas olimpíadas e competições OMU ONU Orientação psicológica palestra PIC piquenique Preservação Preservacao ambiental primeiros socorros produção textual producaotextual Programa de Voluntariado programação Projeto de Empreendedorismo Projeto Raízes Prototipagem Psicologia educacional Realidade aumentada reciclagem resgate de brincadeiras Revista Qualé revistaquale rimas Roblox roda de leitura Saída de campo Santos Saúde Science Semana do Folclore Semana do Trânsito Sherlock Holmes show de mágica singingangels Sistema Monetário slime solidariedade sonoplastia Sustentabilidade Tango teatro tecnologia tecnologia 3d Telhado Verde tênis de mesa Tetracampeão Timbalaia Torneio de xadrez uniao Vestibular violao voltaasaulas voluntariado workshop Xadrez

Lisciele Soto é a mais nova caloura da Purdue University, universidade que é conhecida por formar astronautas. 

Os Estados Unidos investe constantemente em pesquisas e tecnologia, pensando nisso e na carreira que quer seguir, Lisciele Soto escolheu o país para cursar Engenharia.  

Lisciele optou por ser a mais nova caloura da Purdue University, entre as 11 universidades no exterior e três no Brasil nas quais foi aprovada. Confira a lista: USP, Insper, PUC-SP, Ohio State University, University of Arizona, Purdue University, Texas A&M University, North Carolina State University, Pennsylvania State University, University of Florida, University of Toronto, University of Colorado Boulder, The University of British Columbia e University of Washington.

 

O berço dos astronautas

O curso de Engenharia da Purdue University, localizada no estado de Indiana,  formou 23 astronautas dos Estados Unidos, incluindo Neil Armstrong e Eugene Cernan, o primeiro e o último homem a pisar na lua, respectivamente. Isto levou a universidade a ser conhecida como “o berço dos astronautas”. Muitas disciplinas de Engenharia são constantemente classificadas entre os dez melhores programas dos EUA. 

 

Processo seletivo holístico

Diferente do brasileiro, o processo seletivo norte-americano, leva em consideração fatores como: a participação em atividades extracurriculares, esportivas e olimpíadas. 

“Acredito que um conjunto de fatores fizeram com que meu perfil se destacasse, fiz um trabalho voluntário imprimindo, montando e doando escudos faciais na impressora 3D. Também realizei um intercâmbio relacionado a STEM (área que estuda a ciência, tecnologia, engenharia e matemática) e uma parte dele foi em um programa na Nasa de Houston”.

Além dessas experiências e das boas notas, Lisciele também participou de diversas olimpíadas e competições representando o Colégio. São essas informações que colocam as essays, redação em que os alunos se apresentam para a universiadade, em evidência. 

 

Grade de estudos flexível

Em países como Canadá e Estados Unidos, existem programas de graduação para quem ainda não está totalmente decidido com relação ao que deseja cursar. Nessa modalidade, você precisa ter em mente apenas a área que quer estudar e montar a grade curricular da maneira que mais se encaixa ao seu perfil sem “atrasar” o tempo de graduação.

“Em Purdue, eu vou entrar no Exploratory Studies, e vou montar minha grade com aulas que sejam comuns para todas as Engenharias. Vou experimentar na prática como vão ser as diferentes aulas de diferentes cursos e depois de um tempo decidir”, conta. 

 

Fim de um ciclo e início de outro

Assim como Carolina Morgan e Gabriel Vieira, outros dois alunos aprovados em universidades norte-americanas, Lisciele contou com o auxílio da Daqui pra fora durante todo o processo de admissão. 

“É bom ter ajuda durante o processo pois no geral eu diria para começar a se preparar cedo! São tantos detalhes que fica fácil se perder nas informações. O processo seletivo norte-americano é complexo, porque cada universidade tem o seu jeito, a sua própria plataforma, algumas pedem mais coisas e outras menos. Sempre vão surgindo novas tarefas e você nunca vai ficar sem nada pra fazer!”, conta.

Depois de meses de preparação, tabelas, SATs (teste norte-americano que é similar ao Enem do Brasil), essays e entrevistas, o início das aulas finalmente está próximo.

“Eu espero me adaptar bem a toda essa nova realidade, conseguir conciliar as aulas e as notas com o envolvimento no campus, como clubes e projetos, que também são uma parte importante da vida acadêmica lá!”, encerrou Lisciele, que se prepara para embarcar para Indiana em breve, visto que o ano letivo estadunidense começa em Setembro.