Ex-Alunos

Flávio Prol

Flávio Prol

“Toda vez que tenho oportunidade ressalto o quanto o Jean Piaget foi fundamental na minha formação humana (ética), acadêmica e profissional”   Flávio Marques Prol estudou no Jean Piaget do 6º ano do Ensino Fundamental II até 2005, quando...
Flávio Prol
Flávio Prol

“Toda vez que tenho oportunidade ressalto o quanto o Jean Piaget foi fundamental na minha formação humana (ética), acadêmica e profissional”

 

Flávio Marques Prol estudou no Jean Piaget do 6º ano do Ensino Fundamental II até 2005, quando se formou no 3º ano do Ensino Médio.

Formado em Direito pela USP, Prol trabalhou durante dois anos no governo federal, servindo como coordenador geral de planejamento do Ministério da Justiça, assessor especial do Ministro da Justiça e subsecretário de planejamento, orçamento e administração do Ministério da Justiça. Atualmente, ele cursa doutorado em Direito na USP.

Durante os seis anos que passou no Colégio, o ex-aluno relatou diversas experiências marcantes e destacou um concurso sobre a história de Brasília e do plano “50 anos em 5”, de Juscelino Kubitschek. “Foi a primeira vez que me aproximei de uma pesquisa acadêmica propriamente. Na época, eu nem sabia o quanto aquela experiência ia ser relevante para o resto da minha vida acadêmico-profissional”.

Lembranças

Prol relembrou as apresentações de teatro, dos festivais de música, das confraternizações com os professores, das viagens de formatura e das diversas excursões para parques, museus e atividades extracurriculares em São Paulo. “Foram momentos muito especiais no Colégio”.

Ele mantém contato com muitos de seus colegas do Jean Piaget por meio das redes sociais. “Hoje eu participo de dois grupos bem ativos, um com amigos mais próximos, que era o pessoal da turma do futebol, e outro com muita gente da nossa sala”.

Experiência internacional

Quando fazia o mestrado em Direito, o ex-aluno teve a oportunidade de participar do programa Fox Fellowship, uma parceria entre a Universidade de Yale e várias outras universidades ao redor do mundo, incluindo a USP. A ideia do programa é que as pessoas elaborem pesquisas relacionadas a seus interesses nas áreas de economia, relações internacionais, ciências sociais e humanidades. “Quando fui para Yale, tive a oportunidade de desenvolver parte do meu projeto de mestrado, no qual discuti o controle democrático e jurídico das decisões sobre receitas, despesas e endividamento públicos”.

No ano passado, quando estava no segundo ano do doutorado, Prol também teve a oportunidade de ir pra Universidade de Harvard, na condição de pesquisador visitante do Instituto de Direito Global e Políticas Públicas da Faculdade de Direito. Ele afirma que os anos que estudou no Colégio foram fundamentais para criar o seu interesse acadêmico e fornecer maturidade emocional e estrutura intelectual para poder participar desses espaços.

“Toda vez que tenho oportunidade ressalto o quanto o Jean Piaget foi fundamental na minha formação humana (ética), acadêmica e profissional. Carrego até hoje amigos importantíssimos, valores fundamentais de honestidade, solidariedade, respeito à diversidade e da luta por uma sociedade mais justa, na qual todos possam ter oportunidades iguais e todos trabalhem por um futuro melhor”.